Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019, 01:58   |   141 Usuários OnLine   |   Fale Conosco
Construção Shopping Presentes para Namorada
 
 

Almofadas, Ursinhos e Bichinhos de Pelúcia
Você esta em: Construção Shopping » MPF investiga fraude no Minha Casa, Minha vida


MPF investiga fraude no Minha Casa, Minha vida

Sonho da casa própria vai virar alvo de investigação do Ministério Público Federal em Rio Preto. Vereadores apontam falhas no processo de seleção do programa Minha Casa, Minha Vida, e colocam em xeque a seleção de moradia no conjunto Nova Esperança, zona norte, “menina dos olhos” da gestão do prefeito Valdomiro Lopes (PSB). Há duas semanas, o prefeito, em clima de campanha, reuniu 5 mil pessoas para sorteio das casas, no Centro de Eventos.

Apenas na Câmara são mais de cem denúncias e reclamações feitas por rio-pretenses que foram excluídos do programa. A análise das famílias contempladas foi feita pela Emcop (Empresa Municipal de Construções Populares) e a Caixa.

O banco excluiu um dos 1.993 contemplados no programa. V. S.L. aluga uma casa no Parque da Cidadania e passou por todos os crivos do programa para ganhar casa no Nova Esperança. Ontem, o diretor-presidente da Emcop, José Antonio Basílio, encaminhou à Caixa, parecer para exclusão de mais uma pessoa. S.S.R, sorteada com uma residência, mora com companheiro em outra residência.

“Nosso parecer é que ela seja excluída. A decisão cabe à Caixa, que é dona no imóvel”, afirmou Basílio. O diretor recebeu 17 denúncias de irregularidades. Ele tenta justificar as falhas na seleção. “Todo caso  que chega a mim eu apuro. Mas, por exemplo, se uma pessoa tem contrato de gaveta não temos como checar”, disse. Basílio diz que dos 19 mil inscritos para ter moradia própria, cerca de 5 mil foram encaminhados para a Caixa. “Não temos programa para checar dados da renda de cada pessoa.”  O superintendente regional da Caixa, Clayton Rosa Carneiro, disse que a pessoa excluída que aluga casa no Parque da Cidadania não tem imóvel em seu nome. “Não tem nada registrado em cartório. No nosso entender, essa pessoa cometeu crime de falsidade”, disse.  Outra pessoa ficará com a casa.

A Caixa vai pedir investigação no Ministério Público Federal sobre esse caso. “Ela assinou um termo de declaração de que não tinha imóvel” , disse. A assessoria da Caixa disse que apenas faz “pesquisa” sobre os selecionados  pela Emcop. Já a empresa municipal, afirma que a seleção final é de responsabilidade da Caixa. “A Emcop não dispõe de sistema de dados para fazer essas análises”, afirmou Basílio.

Na Câmara, pipocam denúncias a cada dia. “Acho que a seleção foi uma negligência. Não cumpriram as exigências”, afirmou o vereador Marco Rillo (PT). Ele chegou a defender CPI sobre a situação. “Vou denunciar cada caso”.

Vereadores da base ligada ao prefeito também recebem reclamações diárias sobre excluídos no programa de habitação. “É muita gente que reclama. O que precisa são de provas”, afirmou Carlão dos Santos (PTB). O vereador chegou a dizer que conhece um rio-pretense que ganhou moradia no Nova Esperança e quer vender, o que não pode. “Se comprovar, vou à Justiça”, disse Carlão.

‘Tinha filhos pequenos quando me inscrevi hoje sou avó’, diz excluída

Enquanto acompanha o desenrolar de acusações de irregularidades no programa de moradias, a rio-pretense Solange de Andrade reclama que há 28 anos se inscreve em todos os programas de moradia da cidade, sem conseguir ser contemplada. “Meus filhos eram pequenos quando eu me inscrevi pela primeira vez. Hoje já sou avó", afirmou. Solange tem três filhos. Ela afirma que tentou reclamar até  com o prefeito sobre a situação, mas não foi atendida no gabinete de Valdomiro Lopes (PSB).

A desempregada Ana Paula Andrade também reclamou de não ter sido contemplada. “Recebi carta da Emcop, passei por perícia e não fui chamada,” disse. Ana Paula mora nos fundos da casa de uma tia.

Leia antes este material na íntegra, assine o BOM DIA: 0800 709 0505
Fonte: Bom Dia

Compartilhar: Salve no Delicious Comente no digg Publique no facebook Marcar no Google BookMarks Postar no MySpace Twit-this! Windows Live  

Comentários sobre esta notícia

EPIFANIO JOSE VIEIRA, disse:
Em 17/07/2013 18:18:36

"Basta uma fiscalização nas casas e no local e constatarão que não tem base, não tem colunas e vigas, não tem rede de esgoto. E foram construidas sem o levantamento de impacto ambiental pelo órgão competente. E que os adquirentes foram escolhidos durante a campanha eleitoral de 2012, com a lista previamente organizada. Em Itanhomi, ainda não entregaram as casas, que foram construidas as margens da LMG, e em cima de um antigo aterro de lixo."

Grazziella, disse:
Em 21/11/2011 17:25:56

"Gente o governo brasileiro é maior organização criminosa que existe, será que eles vão apurar as denuncias? Tudo fica por isso mesmo. É muito triste."


Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu Nome:
Seu E-mail: (não será publicado)
Seu Site:
Seu Comentário: (Caracteres restantes: )

 
 
MN Engenharia e Gerenciamento
Brasil Post Móveis
B&N Projetos
Doka Bath Works
Vidraçaria Brasil
Quintal Paisagismo
 

Siga-nos no Twitter!
Links | Parcerias
Antenas
Suporte para Antenas
Banheira
Banheiras
Banheiras Contemporâneas
Banheiras Vitorianas
Banheiras para Bebés
Marketing em Medicina
Marketing para Clínicas
Agência de Publicidade em Campinas
Cirurgia Endovascular
Embolização de Miomas Transformação Digital
Lente de contato dental São Paulo
 
 
 
Novos Anúncios
Últimos Anuncios
Domos e Clarabóias Azulejos, Pisos e Revestimentos Portas e Janelas Divisórias e Box Banheiros Telhas Tijolos Areia e Pedra Cerâmica Engenharia
Top 5 Anúncios
 
ConstruçãoShopping.com.br
© 2009-2019 Direitos Reservados.
  Desenvolvido por
Argon | Otimização de Sites