Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019, 21:20   |   53 Usuários OnLine   |   Fale Conosco
Construção Shopping Presentes para Namorada
 
 

Almofadas, Ursinhos e Bichinhos de Pelúcia
Você esta em: Construção Shopping » À espera de água e luz, moradores dão nome de Dilma Rousseff a favela do Rio


À espera de água e luz, moradores dão nome de Dilma Rousseff a favela do Rio

RIO - Não há sinais do programa Minha Casa, Minha Vida ou do Plano Nacional de Saneamento Básico nas vidas das 30 famílias da recém-batizada Comunidade da Dilma Rousseff, na zona oeste do Rio, à margem da BR-465. O esgoto corre no meio dos terrenos, o lixo precisa ser queimado periodicamente pois não há coleta e insetos infestam as casas rústicas de alvenaria. Como homenagem à presidente e "para ver se ela pode ajudar a comunidade", os moradores decidiram dar o nome da governante à favela.

Cartazes simples, impressos com tinta preta em folhas de papel A4, foram logo pregados à cerca erguida a menos de um metro da rodovia - a antiga estrada Rio-São Paulo. O primeiro "documento" com o novo nome da comunidade tem uma foto irreconhecível da presidente e uma lista das reivindicações de seus habitantes: saneamento, instalação de uma grade na ponte vizinha, construção de uma passarela, regularização da rede de energia elétrica e coleta de lixo.

"Aqui a luz e a água são gatos da rede pública. Não tem rede de esgoto e ninguém passa pra recolher o lixo. Quando acumula muito, a gente queima ou leva na praça que tem aqui perto", conta Domingas Alexandrina Coelho, de 33 anos. "Até semana passada, a comunidade nem tinha nome. Decidimos chamar de Dilma como homenagem e pra ver se de repente ela ajuda a gente."

Poucos na favela têm renda fixa para se sustentar. Domingas não trabalha e o marido, Vagner Gonzaga dos Santos, faz bicos como ajudante de pedreiro. Se não consegue trabalho, o casal e os três filhos, que frequentam a escola, passam o mês com os R$ 96 que recebem do Bolsa Família. Fã de Lula e Dilma, foi Vagner quem teve a ideia de dar o nome da presidente à comunidade. "O governo do Lula e da Dilma é o governo do pobre - e nós somos pobres. Os projetos deles ajudaram muita gente", diz Vagner, que é pastor.

Os moradores da favela sabem que a ocupação da região é ilegal (pertence a "uma empresa gringa", que não sabem identificar) e gostariam de ter casas melhores - ali ou em outros lugares. Com poucas informações sobre programas habitacionais como o Minha Casa, Minha Vida, eles esperam o dia em que serão despejados para receber indenizações ou um novo imóvel.

"Aqui é um lugarzinho bom, mas as condições são muito precárias", conta a vendedora ambulante Maria da Paixão Cerqueira da Silva, de 23 anos, mostrando o rosto coberto de picadas de insetos da filha de 2 meses. "Não sei se o esgoto e o lixo atrapalham a nossa saúde, mas quase sempre tem alguém doente aqui", afirma o ajudante de pedreiro Beraldo Silva de Souza.


 

Fonte: ESTADÃO.COM.BR

Compartilhar: Salve no Delicious Comente no digg Publique no facebook Marcar no Google BookMarks Postar no MySpace Twit-this! Windows Live  

Comentários sobre esta notícia

Esta notícia ainda não teve nenhum comentário.

Seja o primeiro, comente já!


Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu Nome:
Seu E-mail: (não será publicado)
Seu Site:
Seu Comentário: (Caracteres restantes: )

 
 
MN Engenharia e Gerenciamento
Brasil Post Móveis
B&N Projetos
Doka Bath Works
Vidraçaria Brasil
Quintal Paisagismo
 

Siga-nos no Twitter!
Links | Parcerias
Antenas
Suporte para Antenas
Banheira
Banheiras
Banheiras Contemporâneas
Banheiras Vitorianas
Banheiras para Bebés
Clínica de Reprodução Humana
Marketing em Medicina
Marketing para Clínicas
Inseminação Artificial
Agência de Publicidade em Campinas
Cirurgia Endovascular
Embolização de Miomas Clínica de Fertilização
Transformação Digital
Lente de contato dental São Paulo
 
 
 
Novos Anúncios
Últimos Anuncios
Domos e Clarabóias Azulejos, Pisos e Revestimentos Portas e Janelas Divisórias e Box Banheiros Telhas Tijolos Areia e Pedra Cerâmica Engenharia
Top 5 Anúncios
 
ConstruçãoShopping.com.br
© 2009-2019 Direitos Reservados.
  Desenvolvido por
Argon | Otimização de Sites