Terça-Feira, 15 de Junho de 2021, 09:45   |   70 Usuários OnLine   |   Fale Conosco
Construção Shopping Presentes para Namorada
 
 

Almofadas, Ursinhos e Bichinhos de Pelúcia
Voc esta em: Construo Shopping » ‘Minha casa, minha vida’: Estado deve receber cerca de 50 mil unidades em 2011


‘Minha casa, minha vida’: Estado deve receber cerca de 50 mil unidades em 2011

Em meio aos debates sobre as novas regras do programa habitacional "Minha casa, minha vida", a única coisa que parece indiscutível é que as unidades populares continuarão a se espalhar pelo Rio. De acordo com dados da Caixa Econômica Federal, no ano passado, o estado recebeu 47.505 moradias do programa. Para este ano, a expectativa é igualar a marca anterior, com a possibilidade de superá-la.

De acordo com o secretário municipal de Habitação do Rio, Jorge Bittar, mesmo após o corte de quase metade da verba destinada para o programa este ano, a cidade deve contratar, pelo menos, 25 mil unidades por meio do "Minha casa, minha vida".

Opiniões divididas

A Medida Provisória 514/2010, que vai regulamentar o programa, deve ser votada entre abril e maio. Até lá, as discussões sobre o novo limite de renda, as faixas de juros e o novo teto para imóveis destinados a famílias com renda até R$ 1.395 dividem o mercado.

Enquanto o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pede que a renda limite (hoje de R$ 4.900) chegue a R$ 5.250, outros apontam o valor pedido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de dez salários mínimos (R$ 5.450) como o ideal.

— A nossa expectativa é a de que seja mantida a meta de dez salários. Seria importante para estimular a construção de moradias de qualidade para famílias com renda entre três e seis salários (de R$ 1.395 a R$ 2.790 hoje) — afirma Bittar.

Para o vice-presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi), Claudio Hermolin, o importante é que a renda acompanhe a atualização do valor do imóvel — que subiu de R$ 130 mil para R$ 170 mil — para que o programa continue a crescer:

— Aguardamos a votação, mas a expectativa do mercado é muito boa. O crescimento vai continuar até 2016.

Zona Norte e Baixada

Apesar de a Zona Oeste continuar recebendo a maioria dos lançamentos do programa, devido à oferta e ao preço dos terrenos, a Zona Norte ganhará destaque este ano. Esta é a expectativa do secretário municipal de Habitação, Jorge Bittar.

Liderada por Duque de Caxias e Nova Iguaçu, a Baixada Fluminense também aparece como forte candidata a campeã do destino das unidades populares. Para os que possuem renda familiar até R$ 1.395 e esperam na fila por um teto, uma boa notícia: Bittar garantiu que serão entregues dez mil unidades ao longo deste ano e que, a partir do segundo semestre, quem se inscreveu na prefeitura será chamado

Fonte: EXTRA

Compartilhar: Salve no Delicious Comente no digg Publique no facebook Marcar no Google BookMarks Postar no MySpace Twit-this! Windows Live  

Comentrios sobre esta notcia

Esta notícia ainda não teve nenhum comentário.

Seja o primeiro, comente já!


Envie seu comentrio sobre esta notcia
Seu Nome:
Seu E-mail: (no ser publicado)
Seu Site:
Seu Comentrio: (Caracteres restantes: )

 
 
Brasil Post Móveis
B&N Projetos
Doka Bath Works
Vidraçaria Brasil
Quintal Paisagismo
TelhaNorte
 

Siga-nos no Twitter!
Links | Parcerias
Móveis para Área Externa
Banheira
Banheiras
Banheiras Contemporâneas
Banheiras Vitorianas
Banheiras para Bebês
Marketing em Medicina
Marketing para Clínicas
Agência de Publicidade em Campinas
Cirurgia Endovascular
Embolização de Miomas Transformação Digital
Lente de contato dental São Paulo
 
 
 
Novos Anúncios
Últimos Anuncios
Domos e Clarabóias Azulejos, Pisos e Revestimentos Portas e Janelas Banheiros Divisórias e Box Telhas Tijolos Areia e Pedra Cerâmica Churrasqueiras
Top 5 Anúncios
 
ConstruçãoShopping.com.br
© 2009-2021 Direitos Reservados.
  Desenvolvido por
Argon | Otimização de Sites