Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 19:26   |   44 Usuários OnLine   |   Fale Conosco
Construção Shopping Presentes para Namorada
 
 

Almofadas, Ursinhos e Bichinhos de Pelúcia
Você esta em: Construção Shopping » Falsificação de diplomas de engenharia aumenta em Minas Gerais


Falsificação de diplomas de engenharia aumenta em Minas Gerais

O Crea-MG (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Minas Gerais ) identificou nos últimos dois anos 162 diplomas falsificados durante o pedidos de emissão de registro profissional. O salto foi significativo se comparado a 2008, quando foram identificados cerca de 15 diplomas falsos nas diversas áreas vinculadas ao sistema Confea/Crea. 

Especificamente com relação à engenharia civil, foram descobertos 15 casos de fraudes de diplomas entre 2009 e 2010, além de quatro casos de documentos falsos para obtenção de registros como técnicos em edificações. Nenhum caso fraudulento foi descoberto na área de arquitetura. O restante das documentações falsificadas estão relacionadas a outros setores da engenharia e áreas técnicas como eletrônica, mecânica e industrial.

Além disso, o Conselho também detectou cerca de 10 casos de exercício ilegal da profissão por engenheiros civis. Segundo o gerente de fiscalização da entidade, Renato Rodrigues, um dos motivos das fraudes está relacionado ao aquecimento do setor da construção e o consequente aumento na contratação profissional. "Tanto para nível técnico quanto para nível superior, houve demanda muito grande no mercado e várias pessoas estão tentando atuar de forma fraudulenta", diz.

Segundo Rodrigues, a entidade vem desenvolvendo um trabalho mais minucioso para a detecção de fraudes tanto na área de registros quanto na de fiscalização do conselho, apurando a veracidade dos documentos e analisando a situação dos profissionais, inclusive nos casos de denúncia. 

Diante do problema, os diplomas em Minas Gerais só passaram a ser registrados pelo Conselho após a confirmação de graduação dos profissionais pelas instituições de ensino. "A escola tem de enviar para o Crea a informação de que o requerente ao registro realmente colou grau", diz.

Outro problema levantado pelo fiscal do Crea é o de que muitas construtoras, no momento da contratação, só solicitam do candidato o diploma, sem a exigência da certidão do controle do registro, por exemplo. "Somente quando os contratados não atuam de forma satisfatória, a empresa procura o Crea para confirmar a formação do profissional", diz.

Segundo o gerente de fiscalização, todos os casos fraudulentos são denunciados à Polícia Federal. A falsificação de documentos é crime e tem pena prevista de até seis anos de reclusão.

Fonte: Site do Confea

Fonte: Portogente

Compartilhar: Salve no Delicious Comente no digg Publique no facebook Marcar no Google BookMarks Postar no MySpace Twit-this! Windows Live  

Comentários sobre esta notícia

Esta notícia ainda não teve nenhum comentário.

Seja o primeiro, comente já!


Envie seu comentário sobre esta notícia
Seu Nome:
Seu E-mail: (não será publicado)
Seu Site:
Seu Comentário: (Caracteres restantes: )

 
 
MN Engenharia e Gerenciamento
Brasil Post Móveis
B&N Projetos
Doka Bath Works
Vidraçaria Brasil
Quintal Paisagismo
 

Siga-nos no Twitter!
Links | Parcerias
Antenas
Suporte para Antenas
Banheira
Banheiras
Banheiras Contemporâneas
Banheiras Vitorianas
Banheiras para Bebés
Clínica de Reprodução Humana
Marketing em Medicina
Marketing para Clínicas
Inseminação Artificial
Agência de Publicidade em Campinas
Cirurgia Endovascular
Embolização de Miomas Clínica de Fertilização
Transformação Digital
Lente de contato dental São Paulo
 
 
 
Novos Anúncios
Últimos Anuncios
Domos e Clarabóias Azulejos, Pisos e Revestimentos Portas e Janelas Divisórias e Box Banheiros Telhas Tijolos Areia e Pedra Cerâmica Engenharia
Top 5 Anúncios
 
ConstruçãoShopping.com.br
© 2009-2019 Direitos Reservados.
  Desenvolvido por
Argon | Otimização de Sites