Domingo, 13 de Junho de 2021, 02:46   |   124 Usuários OnLine   |   Fale Conosco
Construção Shopping Presentes para Namorada
 
 

Almofadas, Ursinhos e Bichinhos de Pelúcia
Voc esta em: Construo Shopping » Escassez de profissional preparado eleva salário de zeladores e porteiros


Escassez de profissional preparado eleva salário de zeladores e porteiros

Existem oportunidades de trabalho na construção civil e também sobram vagas depois que o prédio fica pronto. O salário de um zelador disparou, já chega a mais de R$ 4 mil por mês.

Da construção para os prédios prontos. Os empregos sofrem um efeito cascata. “A mão de obra esta escassa na construção civil e isso gera escassez em toda a cadeia da construção civil. Não é só dentro da construção de prédio. Depois que a gente entrega também existe uma escassez dessa mão de obra”, garante Haruo Ishikawa, vice-presidente do Sinduscon.

Pedreiro vira faxineiro ou porteiro e o encarregado parte para zelador. “Tem muita gente que receba proposta, três prédios que entregamos ficaram funcionários nossos como zelador”, conta Ailton Novaes, administrativo de obra.

Eles começaram a obra do prédio quando estava no subsolo, conhecem cada coluna de concreto, onde passam os canos e onde vão ficar os fios da rede elétrica. Quando a obra ficar pronta, ninguém vai conhecê-la melhor do que esses trabalhadores. É uma mão de obra disputadíssima pelas administradoras de condomínio

Aos 23 anos ele é responsável por quarenta apartamentos. “Manutenção, elétrica, hidráulica, essas coisas eu conheço bastante. Se eu estivesse aqui já de cara, eu não teria como aprender. Na obra tem mais facilidade”, garante Orlando de Jesus, zelador.

Orlando trocou a administração de obras pelo cargo de zelador. Ganha R$ 1.500 por mês. Não tem despesa com água, luz nem aluguel. Sempre que pode indica os amigos para fazer bicos no prédio. “Todo mundo acaba ganhando. Eu indico alguém que faz direito e eles não têm a desconfiança de ser uma pessoal desconhecida”, acredita.

Os condomínios cresceram e ficaram luxuosos, chegam a ter 40 funcionários. O novo profissional precisa ter novas habilidades.

Tem zelador ganhando quatro mil reais por mês. “O zelador de antigamente era aquele que ficava sentado na portaria, conversando com os condôminos. Hoje não. Hoje ele tem que entender um pouco da parte hidráulica, entender um pouco da parte elétrica, ter noção de computação, porque a maioria do prédio hoje tem câmeras, equipamentos de controles de consumo de água. O zelador hoje não é uma figura simplória. Ele tem que ter conhecimento sobre aquilo que ele vai administrar”, explica Hubert Gebara, vice-presidente do Secovi/SP.

Já o salário de um faxineiro subiu acima da inflação. “Tem prédios que você tem três, quatro, cinco, dez faxineiros. O condomínio não visa lucro e nós temos que manter o equilíbrio entre a possibilidade de pagamento e a capacidade de pagamento dos moradores”, revela Hubert Gebara.
Fonte: Jornal Floripa

Compartilhar: Salve no Delicious Comente no digg Publique no facebook Marcar no Google BookMarks Postar no MySpace Twit-this! Windows Live  

Comentrios sobre esta notcia

Esta notícia ainda não teve nenhum comentário.

Seja o primeiro, comente já!


Envie seu comentrio sobre esta notcia
Seu Nome:
Seu E-mail: (no ser publicado)
Seu Site:
Seu Comentrio: (Caracteres restantes: )

 
 
Brasil Post Móveis
B&N Projetos
Doka Bath Works
Vidraçaria Brasil
Quintal Paisagismo
TelhaNorte
 

Siga-nos no Twitter!
Links | Parcerias
Móveis para Área Externa
Banheira
Banheiras
Banheiras Contemporâneas
Banheiras Vitorianas
Banheiras para Bebês
Marketing em Medicina
Marketing para Clínicas
Agência de Publicidade em Campinas
Cirurgia Endovascular
Embolização de Miomas Transformação Digital
Lente de contato dental São Paulo
 
 
 
Novos Anúncios
Últimos Anuncios
Domos e Clarabóias Azulejos, Pisos e Revestimentos Portas e Janelas Banheiros Divisórias e Box Telhas Tijolos Areia e Pedra Cerâmica Churrasqueiras
Top 5 Anúncios
 
ConstruçãoShopping.com.br
© 2009-2021 Direitos Reservados.
  Desenvolvido por
Argon | Otimização de Sites